Dinheiro

10 gastos que você pode parar de ter (ou pelo menos diminuir) em 2017

© iStock
Uma das suas metas de 2017 é sair do vermelho e começar a ter mais dinheiro na carteira? Para que isso aconteça, a economia é uma das atitudes que você deve começar a ter, principalmente com gastos que podem ser diminuídos – ou completamente evitados.

Você pode não perceber, mas uma boa parcela de dinheiro é gasto com coisas quase totalmente (se não totalmente) desnecessárias.

Abaixo listamos uma compilação de 10 gastos que você pode – e deve! – parar de ter, elaborada pelo UOL com consultoria do economista e diretor do site Juros Baixos, Renan Coutinho, para ter mais folga em 2017. Confira:

1. Estacionamentos: os estacionamentos estão cada vez mais caros, por isso opte por usar transporte público, usar aplicativos de transporte (como Uber, WillGo e Cabify), táxi ou até mesmo carona ou dividir as despesas do carro com outras pessoas. Caso opte pelo carro, tente parar em estacionamentos mais longes, que podem ser mais baratos.

2. Celular: tarifas de celular podem ser uma facada no orçamento, por isso adeque um plano às suas necessidades. Pesquise os preços de todas, compare, e escolha o melhor para você.

3. TV a Cabo: Vale a pena assinar um canal de TV a cabo? Você assiste televisão? Serviços de streaming podem ser mais baratos e lhe oferecer mais vantagens.

4. Música: A música está bem acessível em serviços de streaming, que são muito baratos, por isso, a menos que você colecione, não vale a pena comprar CDs. Youtube também é uma boa solução nestes casos.

5. Ingresso inteiro: Não é preciso ser maior de 60 anos ou estudante para conseguir descontos em ingressos. Muitos bancos, seguradoras e operadoras de celular oferecem descontos em eventos culturais, cinema, teatro, cursos, hotéis e até salões. Se você pode ter um desconto, por que não aproveitar? Além disso, os cinemas oferecem descontos mais baratos em determinados dias, fique atento.

6. Passagens aéreas: Antes de comprar de primeira, pesquise ofertas e use motores de busca que podem lhe auxiliar a achar um preço mais em conta, como Skyscanner, Kiwi, Kayak, Mundi, Momondo, Orbitz, Jetcost, etc.

7. Banco: Os bancos cobram por muitos serviços, mas oferecem outros de graça, por isso confira o que você pode fazer sem pagar e faça uso dos serviços – e cuidado com os serviços que são cobrados. Muitos cartões de crédito também fazem descontos ou não cobram anuidade, por isso não pague por esse serviço.

8. Lanches e água: Leve lanches de casa e uma garrafa com água – assim você evita gastar com isso e ainda não produz lixo para o meio ambiente.

9. Mensagens: As mensagens são cobradas pelas operadoras, mas o WhatsApp só gasta os dados do celular, por isso, evite fazer ligações quando pode usar os aplicativos.

10. Livros: Não, não estamos dizendo para você nunca mais comprar livros, mas veja opções em sebos, bibliotecas, empréstimos com amigos ou até mesmo livros digitais, que podem sair mais em conta. Alguns sites como o Arquivo Público do Estado de São Paulo, a Biblioteca Digital Paulo Freire, a Biblioteca Nacional Digital Brasil e o Domínio Público disponibilizam livros online de graça.

Comentar

Clique aqui para postar um comentário

Redes Sociais

/ Free WordPress Plugins and WordPress Themes by Silicon Themes. Join us right now!

GeraLinks - Agregador de links