Cinema e TV

Apresentador da Record chama Ludmilla de “macaca” ao vivo

© Reprodução / TV Record
Nas últimas semanas, a funkeira Ludmilla vinha sendo atacada por parte do seu público, que a criticava por dificultar o contato com fãs. A cantora já se negou a tirar fotos em algumas situações, segundo relatos. A situação agora é mais grave. O apresentador Marcão, do programa “Balanço Geral”, da Record TV de Brasília, chamou Ludmilla de “macaca” ao vivo, segundo informações do colunista Leo Dias.

A declaração polêmica foi dada durante o quadro ‘A Hora da Venenosa’ recentemente e passou a repercurtir nas redes sociais, segundo Dias.

O apresentador parecia inconformado com as desculpas da cantora para não tirar fotos com fãs e atacou Ludmilla com frases de conotação racista.

Ao comentar o assunto, Marcão fez um comentário pra lá de confuso, além de preconceituoso: “É uma coisa que não dá para entender. Era pobre, macaca…pobre, mas pobre mesmo. Eu sempre falo para os meus amigos: eu era pobre e macaco também. Eu era não…eu sou rico hoje, de saúde, graças a Deus”, disse.

Não é a primeira vez que a funkeira é alvo de racismo. Em maio de 2016, Ludmilla denunciou um agressor que a atacava nas redes sociais.

A reportagem do UOL entrou em contato com a assessoria da cantora, que afirmou que ela soube do caso nesta terça-feira e irá tomar as medidas legais contra o apresentador.

Marcão se manifestou através de uma nota. Ele afirma que não foi racista: “O termo ‘macaco’ é utilizado no Centro-Oeste sem teor pejorativo. Por exemplo: é bastante comum ver pessoas dizendo que ‘fulano é macaco velho’, pois já tem certa vivência em determinada coisa. É a mesma situação presente no vídeo, com a simples mudança do adjetivo que acompanha o termo. A acusação de racismo não procede”.

Tags

Comentar

Clique aqui para postar um comentário

Redes Sociais

/ Free WordPress Plugins and WordPress Themes by Silicon Themes. Join us right now!

GeraLinks - Agregador de links