Tênis

Federer se torna o 1º homem a vencer Wimbledon oito vezes

Federer ergue o troféu do oitavo título de Wimbledon/REUTERS/Toby Melville

A expressão fez história foi desgastada no esporte, mas a conquista de Roger Federer neste domingo merece este título. O suíço acrescentou mais algumas linhas ao seu verbete nos almanaques do esporte ao se tornar o único homem no mundo com oito títulos em Wimbledon. Na final, ele bateu o croata Marin Cilic por 3 sets a 0, parciais de 6/3, 6/1 e 6/4.

Aos olhos do príncipe William e Kate Middleton, ele chegou a 19 Grand Slams e ao oitavo título em Wimbledon, a duas marcas são as maiores do tênis masculino. Federer foi somente o segundo tenista na história a vencer Wimbledon sem perder sets, igualando Bjorn Borg. Tudo isto aos 36 anos.

Este é o segundo título de major do jogador no ano. Depois de seis meses parado para tratar de uma lesão no joelho no passado, Federer voltou ao circuito em janeiro ganhando o Australian Open. Ele também levantou os troféus de outros campeonatos grandes: os Master 1000 de Indian Wells e Miami e o ATP 500 de Halle.

Choro de Federer

Quando o jogo acabou, Federer foi comedido na comemoração porque Marin Cilic estava lesionado na final. Mas ao sentar no banco, o tenista demonstrou o quanto o feito era grande para ele e chorou. As lágrimas se explicam porque o suíço nunca escondeu que este era o maior objetivo do ano.

Ele abriu mão da temporada de saibro e não jogou nenhum torneio na terra batida, incluindo Roland Garros. Argumentou que precisava chegar na melhor forma possível na grama para se dar a maior chance de realizar um sonho. Deu certo

Com a palavra, o campeão

Federer não sabia o que dizer quando perguntaram como é ser o homem que mais venceu o torneio mais tradicional do mundo. Ele soltou um “é” e não falou mais nada depois de um longa pausa e cara de quem procura palavras. Sobre a felicidade do momento, conseguiu ser mais eloquente.

“Muito bom voltar a se sentir grande, segurar o troféu sem perder sets. É demais, de verdade”.

O suíço contou que não sabia se voltaria a disputar uma final de Wimbledon depois que foi derrotado por Novak Djojovic em 2015. Ele declarou que é difícil acreditar que se tornou campeão outra vez.

Federer é pais de duas meninas que são gêmeas e dois garotos também gêmeos. Ele disse que os meninos, que são mais novos, não tem noção do que está acontecendo e veem a quadra de grama como um grande playground. As filhas, sabem o que está acontecendo, mas se interessam pouco e assistem somente a final.

O Jogo

O jogo foi facilitado para Federer, que já era o favorito, por causa de uma lesão no adversário. Mas antes de o problema se manifestar, os dois jogadores começaram dispostos a pressionar o adversário. Agrediam bastante o segundo serviço do oponente para tentar mandar no ponto. Mas

No último deles, Federer voltou a bater forte na devolução e conseguiu a quebra. Cilic passou a tentar bater cada vez mais forte e errou muito. Foi quebrado outra vez e perdeu o primeiro set por 6/3.

Choro de Cilic

Quando perdia por 3 games a 0 no segundo set, Marin Cilic foi atendido pelo fisioterapeuta e estava chorando. Ele não pediu os três minutos de tempo médico que tem direito, mas estava desolado.

Na sequência, o croata passou a sacar e subir para rede, uma maneira de encurtar o ponto e exigir menos do corpo em longas trocas de bolas. Mesmo quando permanecia no fundo de quadra, Cilic arriscava um winner.

A frustração vinha de antes. Quando sentou no final da primeira parcial, o croata bateu a raquete com força na cadeira. Ele não fez frente e Federer levou a parcial por 6/1. Em seguida, Cilic chamou o fisioterapeuta outra vez por causa de um problema no pé. Desta vez, usou os três minutos de tempo médico. Na cerimônia de premiação, o croata voltou a chorar por não desempenhar o melhor na final.

O último set do torneio

Cilic começou o terceiro set sacando e sabia que uma quebra seria fatal. Federer fez Cilic jogar, ou sangrar, para usar a linguagem dos tenistas quando fazem o adversário machucado ter que bater várias bolas para ganhar os pontos.

A recompensa veio quando o croata sacou em 3/3 a foi quebrado. A porta para a oitava taça de Wimbledon estava escancarada. Federer apenas confirmou os serviços e fechou a partida em 6/4.

Federer em Wimbledon

8 títulos
11 finais
91 vitórias
2º mais velhos numa final (atrás de Ken Rosewall , 39 anos)

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Redes Sociais

/ Free WordPress Plugins and WordPress Themes by Silicon Themes. Join us right now!