Tênis

Federer vence Nadal e volta a ficar entre os dez melhores do mundo

© Cameron Spencer/Getty
O tenista suíço Roger Federer, 35, venceu o Aberto da Austrália por 3 sets a 2 em partida contra o espanhol Rafael Nadal, 30, e conquistou o 18º título de Grand Slam de sua carreira.

O jogo, que teve parciais 6-4, 3-6, 6-1, 3-6 e 6-3, colocou Federer novamente entre os dez melhores do mundo no ranking da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), na 10º posição.

Ele estava fora dessa lista desde novembro do ano passado, depois de ter aparecido nela por mais de 14 anos consecutivos. A partida durou mais de três horas.

O último título de Grand Slam do suíço havia sido em 2012, no torneio de Wimbledon em partida contra o britânico Andy Murray.

Com a derrota, o espanhol fica na sexta posição do ranking -acima do nono lugar com o qual entrou na competição.

No primeiro set, Federer chegou a abrir vantagem de dois games sobre o espanhol, no 5 a 3. O suíço manteve seu jogo até fechar com 6 a 4.

Quem abriu o segundo set na frente foi Nadal. Só quando o placar marcava 4 a 0 para o espanhol veio a reação de Federer, com seu primeiro game no set. Sem recuperação expressiva do suíço, Nadal fechou o segundo set com vantagem de três pontos, marcando 6 a 3.

O terceiro set começou com ponto de Federer, que marcou 3 a 0 sobre Nadal. O suíço encerrou o set com larga vantagem, no 6 a 1.

O quarto set foi do espanhol, que o encerrou em 6 a 3. Após o fim do set, Federer pediu intervalo para atendimento médico.

Nadal teve o primeiro game do set decisivo, o mais disputado do jogo, mas ele foi alcançado pelo suíço no 3 a 3. Federer passou à frente com o 4 a 3 e fechou o set com 6 a 3, confirmando o título.

Esse é o 35º confronto entre os tenistas. No total dos embates, o espanhol levou a melhor em 23 jogos e Federer venceu 12. Os dois não se enfrentavam desde 2015 e a última final de Grand Slam entre eles aconteceu em 2011, no Aberto da França, conquistado por Nadal.

Aos 35 anos de idade, Federer, que entrou no Aberto da Austrália como 17º colocado no ranking da ATP, precisou enfrentar quatro tenistas entre os dez primeiros colocados da lista de melhores do mundo durante a competição, feito alcançado anteriormente apenas pelo sueco Mats Wilander, em 1982, no torneio de Roland Garros.

Essa foi a quinta partida de final de Grand Slam na era profissional do esporte, que perdura desde 1968, em que dois tenistas com 30 anos de idade ou mais se enfrentaram. Com informações da Folhapress.

Comentar

Clique aqui para postar um comentário

Redes Sociais

/ Free WordPress Plugins and WordPress Themes by Silicon Themes. Join us right now!