Musicas

Morre aos 70 anos o compositor e cantor Belchior

Belchior em 1999, ao lançar o disco "Auto-Retrato" Imagem: Cleo Velleda/Folhapress

O cantor e compositor Belchior, autor de “Apenas Um Rapaz Latino Americano” e “Como Nossos Pais”, morreu na noite de sábado (29) em Santa Cruz, no Rio Grande do Sul, aos 70 anos. Ainda não há informações a respeito da causa da morte.

A notícia foi confirmada pelo governo do Ceará, onde ocorrerá o sepultamento na cidade de Sobral, cidade natal do artista.

Em nota, o governador Camilo Santana decretou luto oficial de três dias. “Recebi com profundo pesar a notícia da morte do cantor e compositor cearense Belchior. O povo cearense enaltece sua história, agradece imensamente por tudo que fez e pelo legado que deixa para a arte do nosso Ceará e do Brasil”.


Enigmático e “desaparecido”

Um dos compositores mais emblemáticos dos anos 1970, Antônio Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes nasceu em 1946 em Sobral, no Ceará, onde trabalhou em rádio e bebeu direto na fonte do repente, influência sentida em suas letras.

Nos anos 1970, após cursar filosofia, ligou-se a um grupo de jovens compositores cearenses que queriam seguir a carreira musical, entre eles o cantor Fagner.

Em 1972, foi descoberto por Elis Regina, ao lançar “Mucuripe”, canção sua com o amigo. A cantora se ficaria ainda mais próxima de Belchior ao regravar “Como Nossos Pais” e “Velha Roupa Colorida”, lançadas no disco mais célebre do cearense, “Alucinação” (1976).

Nos últimos anos, Belchior ficou conhecido por ter abandonado a carreira, a família e os bens pessoais. Em 2009, chegou a ser dado como desaparecido, mas foi visto na cidade de Artigas, no Uruguai e, depois, em Porto Alegre. Santa Cruz era sua atual morada. Com informação do UOL

Comentar

Clique aqui para postar um comentário

Redes Sociais

/ Free WordPress Plugins and WordPress Themes by Silicon Themes. Join us right now!