Musicas

Morre aos 70 anos o compositor e cantor Belchior

Belchior em 1999, ao lançar o disco "Auto-Retrato" Imagem: Cleo Velleda/Folhapress

O cantor e compositor Belchior, autor de “Apenas Um Rapaz Latino Americano” e “Como Nossos Pais”, morreu na noite de sábado (29) em Santa Cruz, no Rio Grande do Sul, aos 70 anos. Ainda não há informações a respeito da causa da morte.

A notícia foi confirmada pelo governo do Ceará, onde ocorrerá o sepultamento na cidade de Sobral, cidade natal do artista.

Em nota, o governador Camilo Santana decretou luto oficial de três dias. “Recebi com profundo pesar a notícia da morte do cantor e compositor cearense Belchior. O povo cearense enaltece sua história, agradece imensamente por tudo que fez e pelo legado que deixa para a arte do nosso Ceará e do Brasil”.


Enigmático e “desaparecido”

Um dos compositores mais emblemáticos dos anos 1970, Antônio Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes nasceu em 1946 em Sobral, no Ceará, onde trabalhou em rádio e bebeu direto na fonte do repente, influência sentida em suas letras.

Nos anos 1970, após cursar filosofia, ligou-se a um grupo de jovens compositores cearenses que queriam seguir a carreira musical, entre eles o cantor Fagner.

Em 1972, foi descoberto por Elis Regina, ao lançar “Mucuripe”, canção sua com o amigo. A cantora se ficaria ainda mais próxima de Belchior ao regravar “Como Nossos Pais” e “Velha Roupa Colorida”, lançadas no disco mais célebre do cearense, “Alucinação” (1976).

Nos últimos anos, Belchior ficou conhecido por ter abandonado a carreira, a família e os bens pessoais. Em 2009, chegou a ser dado como desaparecido, mas foi visto na cidade de Artigas, no Uruguai e, depois, em Porto Alegre. Santa Cruz era sua atual morada. Com informação do UOL

Redes Sociais

/ Free WordPress Plugins and WordPress Themes by Silicon Themes. Join us right now!

GeraLinks - Agregador de links