Cotidiano

Professor assedia alunas em troca de notas altas

© Reprodução/TV Anhanguera

“Ele pegou no meu braço e disse que eu tinha tirado nota baixa, mas que ele tinha me dado pontos a mais”. O relato é parte de depoimentos prestados por duas adolescentes à Polícia Civil de Aparecida de Goiânia, em Goiás, nesta terça-feira (18), contra um professor. As estudantes, de 15 e 16 anos, respectivamente, alegaram ter sido assediadas pelo mestre, que teria pedido favores sexuais em troca de pontos a mais no boletim.

Com a aluna de 16 anos, as informações são de que o professor foi direto e, em plena sala de aula, perguntou, ao entregar o boletim a adolescente, se o agradecimento seria consumado na casa dele ou na dela. “Eu voltei para o meu lugar tremendo”, contou.

A outra aluna assediada, de 15 anos, foi abordada em dezembro do ano passado pela rede social. Ele escreveu que era ela “bonita”. “Quando minha amiga me falou o que tinha acontecido, eu falei que ele também já tinha falado essas coisas pra mim, que eu era bonita, que estava pensando bobagens”, disse.

Uma terceira estudante também teria sido assediada, mas não quis denunciar o docente. As colegas de escola disseram à polícia, no entanto, que ela contou que ele escreveu que ela era “delícia d+ (demais)”. Em outra mensagem, teria dito que estava com “vontade de provar”.

Os pais e responsáveis pelas duas alunas informaram à polícia que procuraram a direção da escola, que não teria tomado nenhuma providência. “A diretora humilhou minha filha, porque disse que ela estava entendendo tudo errado, que ela não tinha nada a ver com essa situação, gritou com ela”, contou a mãe da garota de 15 anos. Procurada pela TV Anhanguera, a escola preferiu não emitir comentários. A delegada Paula Meotti investigará o caso.

Comentar

Clique aqui para postar um comentário

Redes Sociais

/ Free WordPress Plugins and WordPress Themes by Silicon Themes. Join us right now!

GeraLinks - Agregador de links