Política

Bolsonaro é ‘ameaça’ para o Brasil, diz revista britânica

Reuters

nova edição da revista britânica “The Economist” traz na capa o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, que é tratado como “a ameaça mais recente da América Latina”.

A publicação, um ícone da direita liberal no mundo, afirma que o deputado federal seria um presidente “desastroso”. Segundo a revista, uma eventual vitória de Bolsonaro arriscaria piorar o atual cenário do Brasil.

“Bolsonaro, cujo nome do meio é Messias, promete salvação; na verdade, ele é uma ameaça para o Brasil e para a América Latina”, diz a “Economist”, que o coloca como um novo membro do “clube dos populistas”, ao lado de nomes como o norte-americano Donald Trump e o italiano Matteo Salvini.    A avaliação negativa não é aliviada nem mesmo pela indicação de que o ultraliberal Paulo Guedes comandaria a economia em um eventual governo Bolsonaro. A revista diz que o candidato flerta com a ditadura e alerta para o eleitor não acreditar nas promessas de um político “perigoso”.

O Brasil é personagem frequente nas capas da “Economist”, como na célebre edição de 2009 em que o Cristo Redentor aparece “decolando”. Nos anos seguintes, no entanto, o otimismo deu lugar ao pessimismo com a crise política e econômica do governo Dilma Rousseff.

Em uma edição de 2016, o mesmo Cristo Redentor aparece na revista pedindo “socorro”. (ANSA)

Tópicos relacionados
Linka Links - Agregador de links