Ciência

Brasileiros poderão observar chuva de estrelas cadentes neste mês

Reuters/Fred Thornhill

chuva de meteoros Perseidas encanta todos os anos no mês de agosto. No auge do fenômeno, que é observado na Terra há pelo menos 2 mil anos, cerca de 40 a 80 estrelas cadentes iluminam o céu noturno por hora.

De acordo com a BBC, a chuva ocorre quando um conjunto de detritos do cometa Swift-Tuttle entram em combustão ao invadir a atmosfera terrestre, formando fracos fachos de luz. De acordo com a Nasa, as Perseidas serão a melhor oportunidade de ver meteoros em 2018.

O pico do fenômeno poderá ser observado durante a lua nova, da madrugada do dia 12 para o dia 13 deste mês. “Isso facilita a observação, já que a noite fica fica mais escura”, explica o astrônomo Enos Picazzio, professor do Instituto de Astronomia e Geofísica da USP.

Segundo o jornal ‘Folha de S. Paulo’, os melhores lugares para observar o fenômeno no Brasil são no norte e nordeste do país. Nas outras regiões, os brasileiros poderão ver as estrelas cadentes mais próximas à linha do horizonte.

A dica para observar melhor o fenômeno é localizar, antes de tudo, a constelação de Perseu. Ela deve começar a surgir no horizonte noturno por volta das 2h da manhã em Salvador e Macapá.

Quem mora no sudeste e centro-oeste do país poderá acompanhar o fenômeno mais tarde, por volta as das 3h em Brasília e a partir das 5h em São Paulo.

Já quem quer observar os meteoros da região sul deverá ter mais dificuldade. Perseidas deverá ser mais visível a partir das 6h em Porto Alegre, por exemplo.

“Não é preciso ter um telescópio para ver as estrelas cadentes, mas ter um binóculo ajuda, explica Picazzio.

Tópicos relacionados

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário